domingo, 8 de julho de 2012

Respeitando as diferenças

Uma palavra para meus queridos colegas de ministério



Devemos aprender a respeitar diferenças, não é porque você não gosta de certos tipos de músicas, esportes, danças, ou até mesmo "formas de adoração", que torna essa prática "pecado".


Infelizmente muitos lideres que conheço não sabem conviver com as diferenças, e por isso criam proibições absurdas, perdem tempo condenando coisas tão pequenas, coam um mosquito e engolem um elefante.


Colegas, sejam ao menos francos com o povo, assumam que o único problema é seu gosto, sua opinião, isso é louvavel. O próprio apóstolo Paulo sabia assumir quando tratavasse de seu ponto de vista, diferenciando das ordens divinas. "digo eu, não o Senhor" (1Corintios 7.12).


Assumir uma postura que condene tudo aquilo que eu não gosto é tornar-se juiz, e Jesus deixou explicito que ao julgar o próximo nós condenamos a nós mesmos (Mt 7.1). Isso porque o próximo é a extenção de mim mesmo.


Ontem eu li no twitter um lider de influencia no Brasil condenando quem assistia a luta do UFC, chamou de "culto a violência". A principio ele ignorou todo o sentido etimológico da palavra "culto". Outra, se assistir uma luta profissional for culto a violência, então assistir jogos de futebol, filmes, teatro, novela, etc... também seria culto não é?
Pior... tempo atrás o mesmo estava em um púlpito ostentando sua grana, falando sobre valor de relógio, sapato e cinto que estava usando. Condena UFC e faz culto ao seu dinheiro. Ao julgar o próximo cuidado, você pode estar trazendo juizo sobre sí.


Em nome de Jesus amados, vamos respeitar as diferenças de opinião e gosto.
Pecado só pode ser pecado se for condenado no livro de Deus, a bíblia. O mais não passa de expeculações e vaidade humana.


Deus abençoe a todos!


Pr Jailton Felix

Nenhum comentário:

Postar um comentário